A Escola Técnica Estadual de Ilha Solteira foi implantada em fevereiro de 1993, com a habilitação Profissional Plena de Técnico em Máquinas Navais. A criação da Escola foi motivada pelo desenvolvimento da Hidrovia Tietê-Paraná, assim como para a navegação interior brasileira, idealizada pela Diretoria de Hidrovias da CESP (Companhia Energética do Estado de São Paulo), através da Secretaria Estadual de Educação.

Em outubro do mesmo ano, a Escola foi transferida para o Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza - autarquia de regime especial, através da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico, que mantinha 99 Escolas Técnicas e 9 Faculdades de Tecnologia, com habilitações nas áreas de serviços, industrial e agrícola.

Em 1994 a Escola passou a oferecer duas novas habilitações em cursos regulares (04 anos): Técnico em Enfermagem e Técnico em Eletrotécnica.

A partir de 1997, passou a oferecer cursos de qualificação profissional IV em Processamento de Dados e Eletrotécnica (um ano e meio- equivalente ao técnico).

A Habilitação Profissional de Técnico em Turismo foi implantada em fevereiro de 1998, sendo que neste mesmo ano, de acordo com a nova LDB - Lei de Diretrizes e Bases da Educação de 20 de Dezembro de 1996 e ao Decreto 2.208/97 de 17 de abril de 1997, todos os cursos Técnicos passaram a ser modulares com duração de um ano e meio, desmembrando do antigo colegial que passava a ser denominado “Ensino Médio”. Em 1999, nos moldes da LDB, foi implantado o curso de Técnico em Mecânica e no segundo semestre o curso Técnico em Informática. Em 2003 foi incluído o curso Técnico em Hotelaria, em 2006 o Curso Técnico em Açúcar e Álcool e no primeiro semestre de 2008 houve o retorno do Ensino Médio e a implantação do Curso Técnico em Gestão Empresarial e Técnico em Turismo Receptivo. No primeiro semestre de 2009, iniciou-se a primeira turma do Curso Técnico em Meio Ambiente.

No segundo semestre de 2009 foi ampliada a quantidade de turmas no período da tarde, com o 1o Módulo de Técnico em Eletrotécnica. No período noturno ao invés de ser oferecido o Técnico em Açúcar e Álcool, iniciou-se outra turma de Técnico em Meio ambiente. O Curso Técnico em Gestão Empresarial foi substituído pelo Curso Técnico em Comércio.

O Ensino Técnico desta forma destina-se aos alunos matriculados no segundo ou terceiro ano do Ensino Médio e também para aqueles que já o concluíram. As habilitações são organizadas em módulos que tem a duração de um semestre, compostos de 2, 3 ou 4 módulos. Cada módulo cursado dá ao aluno uma qualificação profissional com direito a um certificado e o conjunto de certificados dos módulos cursados e que formam uma habilitação profissional, dará ao aluno o direito ao diploma de Técnico, desde que o aluno já tenha concluído o Ensino Médio e terminado o Estágio Supervisionado (caso a habilitação exija).

No segundo semestre de 2009 a Escola Técnica Estadual de Ilha Solteira passa a oferecer cursos técnicos na Escola Estadual de Urubupungá em Ilha Solteira e na E. E. Coronel Francisco Shmidth em Pereira Barreto, através do Programa de Expansão da Educação Profissional do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (CEETEPS), tendo como objetivo ampliar as possibilidades de cursos técnicos em suas diversas áreas. Proporcionando a comunidade maior e melhores condições de qualificações técnicas e disputarem vagas em um mercado de trabalho altamente competitivo e colaborando com o crescimento e desenvolvimento sócio econômico da região.

O Curso de Técnico em Administração foi implantado nas salas de expansão na Escola Estadual de Urubupungá, localizada na cidade de Ilha solteira - SP e na Escola Estadual Coronel Francisco Shmidth, localizada na cidade de Pereira Barreto- SP, no primeiro semestre de 2009. Este profissional pode atuar em Instituições Públicas, privadas e do terceiro setor.

O Técnico Jurídico é oferecido nas salas de expansão na E. E. de Urubupungá em Ilha Solteira e na E. E. Coronel Francisco Shmidth em Pereira Barreto desde o primeiro semestre de 2009. Este curso foi inicialmente criado para atender os serventuários do Tribunal de Justiça de São Paulo, ante a solicitação da Secretaria de Recursos Humanos do Tribunal ao Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza para a construção de um curso técnico que promovesse a qualificação dos servidores do Judiciário. Posteriormente, a habilitação em técnico jurídico deixou de ser oferecida somente para os serventuários da justiça e passou a ser destinada, também, para o público em geral, ou seja, candidatos ou profissionais que trabalham nos escritórios de advocacia, departamentos jurídicos e empresas de auditoria. Este profissional pode atuar em escritórios de Advocacia, escritórios de Auditoria Jurídica, setor de Recursos Humanos, departamentos administrativos de empresas privadas e de instituições públicas.

O curso de Técnico em Logística foi implantado nas salas de expansão da Escola Estadual de Urubupungá localizada na cidade de Ilha Solteira - SP e na Escola Estadual Coronel Francisco Shmidth localizada na cidade de Pereira Barreto - SP no início do primeiro semestre 2011. O Técnico Em Logística é o profissional que executa e colabora na gestão dos processos de planejamentos, operações e controles de programação da produção de bens e serviços, programação de manutenção de máquinas e de equipamentos, de compras, de recebimento, de armazenamento, de estoques, de movimentação, de expedição, transporte e distribuição de materiais e produtos, utilizando tecnologia de informação; realiza atendimento aos clientes, implementa os procedimentos de controle de custos, qualidade, segurança e higiene do trabalho no sistema logístico. Este profissional pode atuar nas áreas da Indústria, Comércio e empresas de consultoria  em Instituições públicas, privadas e do terceiro setor.

O Curso Técnico em Redes de Computadores foi oferecido nas salas de expansão na E. E. de Urubupungá em Ilha solteira e na E. E. Coronel Francisco Shmidth em Pereira Barreto no primeiro semestre de 2009.  Este  profissional instala e configura dispositivos de comunicação digital e softwares em equipamentos de rede. Executa diagnóstico e corrige falhas em redes de computadores. Prepara, instala e mantém cabeamentos de redes. Configura acessos de usuários em redes de computadores. Configura serviços de rede, tais como firewall, servidores Web, correio eletrônico, servidores de notícias. Implementa recursos de segurança em redes de computadores. Este profissional pode atuar em Instituições públicas, privadas e do terceiro setor que demandem redes de computadores ou na prestação autônoma de serviços. 

O curso de Técnico em Redes de Computadores, a primeira turma iniciou as atividades em fevereiro de 2010, depois de passar pelo processo seletivo "Vestibulinho", realizado pela FAT, empresa contratada para elaborar o processo de avaliação. O Técnico em Redes de Computadores é o profissional que instala e configura dispositivos de comunicação digital e softwares em equipamentos de rede. Além disso, executa diagnóstico e corrige falhas em redes de computadores; prepara, instala e mantém cabeamentos de redes; configura acessos de usuários em redes de computadores; configura serviços de rede, tais como firewall, servidores Web, correio eletrônico, servidores de notícias; implementa recursos de segurança em redes de computadores.

As Escolas Técnicas Estaduais do CEETEPS são reconhecidas pela qualidade no ensino e pelos altos índices de empregabilidade que os alunos possuem depois que terminam os cursos, e não é diferente em nossa unidade, pois temos alunos trabalhando em diversos estados brasileiros. Com a presença marcante da informática em várias áreas tecnológicas, especialmente nas redes de computadores e sistemas de telecomunicações. O técnico em redes de computadores vem para criar esse elo entre hardware e software, possibilitando o uso da tecnologia na redução do tempo na troca de informação capacitado a desempenhar um papel de elemento de ligação entre esses segmentos.

O campo de atuação desse profissional encontra-se em ambientes que requerem soluções de conectividade e segurança que vão desde ambientes de processamento de dados, redes de telecomunicações, administração e segurança de redes locais de computadores, entre outras. Os profissionais em Redes de Computadores devem possuir um perfil que inclua conhecimentos técnicos suficientes para atender à crescente demanda de um mercado de trabalho cada vez mais especializado. Tem seu foco nas áreas de comunicação de dados, redes de computadores, sistemas distribuídos e de telecomunicações, além de uma formação humana que os habilite a encarar as constantes mudanças por que passam essas áreas, permitindo sua permanente atualização e favorecendo a sua adaptação às novas tecnologias. Essa postura possibilita, ao mesmo tempo, um contato com as novas tendências emergentes de um mundo globalizado e atende as exigências dos novos padrões, tornando o profissional capacitado a agir como agente transformador, trabalhando em prol do permanente desenvolvimento tecnológico.

 

Alameda Perimetral, s/nº
         Ilha Solteira/SP 
         CEP 15385-000

Cel: (18) 99802-1011
E-mail: ete065@yahoo.com.br

Etec Ilha Solteira - Todos os direitos reservados.
Site desenvolvido por www.acontecenailha.com.br